O Câncer Infantil e Juvenil

detaq_causas_cancer

Causas da doença

As causas de câncer são variadas, podendo ser externas ou internas ao organismo. As causas externas estão relacionadas ao meio ambiente e aos hábitos ou costumes próprios de um ambiente social e cultural. As causas internas são, na maioria das vezes, geneticamente pré-determinadas e estão ligadas à capacidade do organismo de se defender das agressões externas.

A exposição a fatores ambientais pode ser determinante para o desenvolvimento do câncer infantil e juvenil, diferentemente dos adultos. Não há uma relação clara de um fator, como é o cigarro para o câncer de pulmão.

Na primeira infância, essa exposição a fatores ambientais se dá inclusive de forma indireta, ou seja, o contato com os adultos é uma das vias da exposição. Em geral, as exposições durante a vida intrauterina são consideradas o fator de risco mais conhecido desse grupo de neoplasias em crianças e adolescentes.

Existem muitas pesquisas em curso sobre as causas do câncer infantil e juvenil. Alguns fatores de risco foram detectados ao longo destes anos, como:

  • A exposição prolongada a substâncias químicas, como o benzeno – presente em produtos químicos, petroquímicos, seus derivados e cigarros. O benzeno está presente no dia a dia, em produtos como isopores, cola, tintas, refrigerantes e até no ar devido às emissões de gases de automóveis e indústrias.

  • As condições genéticas, como a Síndrome de Down, que atuam como um fator de risco, pois há de 10 a 20 vezes mais chances de uma criança diagnosticada com esta síndrome ter leucemia. Pesquisas mostram também que crianças que vivem com HIV têm mais chances de desenvolver linfomas. O mesmo acontece com enfermidades como Síndrome de Gorlin, Neurofibromatose e Síndrome de Li-Fraumeni.
  • Os níveis altos de radiação, como a que houve em Nagasaki (Japão) na segunda guerra mundial, podem causar cânceres. Inclusive a quimioterapia e radioterapia quando aplicadas juntas, podem aumentar os riscos de leucemias no futuro.
  • A exposição dos pais a produtos químicos, determinados tipos de remédios e outros fatores ambientais ainda estão em estudo e podem aumentar os riscos de câncer em crianças.
  • Algumas doenças na primeira infância como Hepatite B, Herpesvírus Humano tipo 4 (Epstein-Barr) e o tipo 8 também aumentam os fatores de risco.

Fontes consultadas:
www.inca.gov.br
www.cancerresearchuk.org
www.cancer.gov.br



Instituições cadastradas no Instituto Ronald McDonald