Quem Somos

destaq_int_ronald

Instituto Ronald McDonald

Promover a saúde e a qualidade de vida de adolescentes e crianças com câncer

Essa é a missão do Instituto Ronald McDonald, organização sem fins lucrativos, que desenvolve e coordena programas que possibilitam o diagnóstico precoce, o encaminhamento adequado, o acolhimento e o atendimento integral de qualidade para os jovens pacientes e seus familiares.

Desde sua fundação, em 8 de abril de 1999, tem ajudado a transformar a história da oncologia pediátrica brasileira. Em 16 anos de dedicação já destinou mais de R$ 270 milhões, beneficiando 2,8 milhões de crianças e adolescentes.

O Instituto faz parte do sistema beneficente global Ronald McDonald House Charities (RMHC), presente em 62 países, responsável pela coordenação dos Programas Globais Casa Ronald McDonald e Espaço da Família Ronald McDonald.

Para atender demandas específicas da realidade brasileira, desenvolve Programas Locais como o Atenção Integral e o Diagnóstico Precoce. A organização conta com o apoio de médicos, pesquisadores, voluntários sociais e trabalha com uma rede de instituições parceiras que também atuam pela causa. Cerca de 60 mil crianças, adolescentes e familiares são beneficiados anualmente, o que contribui para aumentar as chances de cura do câncer, primeira causa de morte por enfermidade na faixa etária de 0 a 19 anos.

(Fonte: Instituto Nacional de Câncer – Inca).

Como tudo começou


A história do Instituto Ronald McDonald no Brasil começou com a história de uma família. Uma família comum: pai, mãe e dois filhos que viviam no bairro da Tijuca e levavam uma vida tradicional. Trabalho, escola, lazer no Tijuca Tênis Clube e futebol com a torcida pelo Vasco da Gama. Mas esta história começou a tomar um novo rumo quando Marquinhos, um dos filhos do casal, foi diagnosticado com Leucemia Linfóide Aguda.

O câncer era um tabu, mas todos enfrentaram com coragem o desafio de buscar a cura do menino. O tratamento no Instituto Nacional de Câncer (Inca) foi longo e árduo. Mas, em determinado ponto, os médicos disseram que a única possibilidade de cura seria um tipo de transplante que ainda não existia no Brasil: o não aparentado de medula óssea. A família buscou então apoio dos amigos e de muitos parceiros para a campanha SOS Marquinhos, que contou com um jogo realizado por grandes jogadores de futebol, que doaram toda bilheteria à campanha. A família pôde realizar a viagem à Nova York. Lá, tiveram a oportunidade de ficar numa Casa Ronald McDonald, enquanto Marquinhos fazia o tratamento no Memorial Hospital.

Encontraram um lugar acolhedor, hospedagem gratuita, alimentação e todo o suporte junto a profissionais e outros pais na mesma situação. Infelizmente, Marquinhos não resistiu. Ele perdeu a batalha contra o câncer em 1990. Foi um momento muito doloroso, mas aos poucos, os pais decidiram transformar a dor numa causa e ajudar outras famílias na mesma situação. Eles não eram mais apenas os pais do Marquinhos, eram Francisco e Sonia Neves, voluntários do Instituto Nacional do Câncer. E com o tempo se tornaram muito mais.

Por ocasião do primeiro McDia Feliz realizado no Rio de Janeiro, que beneficiou o Inca, eles organizaram uma grande festa que chamou a atenção do então Presidente do McDonald’s. Chico tomou coragem, se apresentou e perguntou: “Por que não temos aqui uma Casa Ronald McDonald como a de Nova York?” A resposta surpreendeu: “Você a conhece? Vamos fazer uma Casa no Brasil?”. E assim começou uma das maiores mobilizações pela causa do câncer no país.


  • familia_neves1
  • familia_neves2

Chico e Sonia são uma inspiração. Ela é a presidente da primeira Casa Ronald McDonald fundada na América Latina, a unidade Rio de Janeiro. Ele é o superintendente do Instituto Ronald McDonald, que beneficia mais de 60 mil famílias que recebem o diagnóstico de câncer no Brasil, por meio de seis Casas Ronald McDonald, três Espaços da Família Ronald McDonald, cerca de 80 instituições parceiras para o Programa Atenção Integral e mais de 15 mil profissionais de saúde que receberam capacitação por meio do Programa Diagnóstico Precoce.




Nossa Causa

No mundo todo, o câncer é a segunda doença que mais mata, precedida apenas por doenças cardiovasculares. Segundo estimativa da Organização Mundial da Saúde (OMS), em 2030, o câncer deverá vitimar 12 milhões de pessoas. No Brasil, a doença é a primeira causa de mortalidade na faixa etária entre 0 a 19 anos.

É neste contexto que o Instituto Ronald McDonald atua: em benefício do adolescente e da criança com câncer, trabalhando em conjunto com o Instituto Nacional de Câncer (Inca), a Sociedade Brasileira de Oncologia Pediátrica (Sobope), a Confederação Nacional das Instituições de Apoio e Assistência à Criança e ao Adolescente com Câncer (Coniacc) e com mais de 80 instituições parceiras em todo o Brasil.

Segundo o Inca, se há 30 anos a chance de cura era de 15%, atualmente pode chegar a 85%. Nos últimos anos, os avanços em prevenção, detecção precoce, tratamento e controle do câncer ganharam novas perspectivas. Mas muito ainda precisa ser feito para que crianças e adolescentes com câncer possam ter mais saúde e qualidade de vida. Por esta razão, é preciso consolidar e ampliar os programas desenvolvidos pelo Instituto. Vencer este desafio depende da participação de todos. Esta é a nossa causa!


A opinião de nossos parceiros

“Acompanho a atuação do Instituto Ronald McDonald de perto e tenho um imenso orgulho do compromisso sério que tem com a causa. Já são 15 anos identificando as demandas prioritárias na luta pela cura do câncer infantil e juvenil em todo o Brasil e com benefícios a mais de 60 mil crianças e adolescentes em tratamento oncológico e seus familiares”.

José Valledor, presidente do Conselho de Administração do Instituto Ronald McDonald e presidente da Arcos Dourados Brasil

“Há mais de 15 anos, o Instituto Ronald McDonald Brasil tem sido um líder na ajuda a famílias que precisam de assistência médica para o câncer infantil e juvenil. O trabalho inclui apoio com o Programa Casa Ronald McDonald e investimentos para reforçar a infraestrutura das instituições que cuidam de adolescentes e crianças com câncer. Os resultados são impressionantes: aumento do diagnóstico precoce e melhora na qualidade dos tratamentos”.

Janet Burton, diretora da Ronald McDonald House Charities

“O Primeiro McDia Feliz foi uma sementinha. O Segundo já foi melhor do que o primeiro. O Brasil é o maior McDia Feliz do mundo em termos de arrecadação e quantidade de Big Mac vendido”.

Rogério Barreira, vice-presidente de Operações da Arcos Dourados Brasil

“Como sempre, o evento é um grande exemplo de como podemos melhor a vida daqueles que necessitam de um cuidado especial como as crianças e adolescentes atendidos pelo Instituto Ronald McDonald. Parabéns a todos os envolvidos na organização”.

Wanderley Tadeu Ferreira, sócio da Ferreira Rodrigues Sociedade de Advogados

“Acompanhar os 16 anos de história do Instituto Ronald McDonald é também ver de perto as grandes mudanças que ocorreram no cenário do câncer infantil e juvenil. Por meio de diferentes iniciativas realizadas ou por eventos da instituição que apoiamos, como o Jantar de Gala e o McDia Feliz, observamos o compromisso do Instituto Ronald McDonald com a causa e, consequentemente, o seu crescimento e a sua consolidação enquanto uma instituição de credibilidade com uma atuação nacional pela vida de adolescentes e crianças com câncer.”

Claudio Gekker, diretor de Operações América Latina da ARYZTA l FSBFoods

“Ser uma empresa comprometida com causas do bem – esse é o objetivo da Avianca, que procura ir muito além de sua função como companhia área. Acreditamos em parcerias que tocam a consciência de cada passageiro que voa conosco. Com o Instituto Ronald McDonald, essa missão vem sendo muito bem cumprida: nossos viajantes abraçaram a causa e estamos muito felizes em contribuir para a causa do câncer infantil e juvenil.” 

Tarcísio Gargioni, vice-presidente Comercial, de Marketing e Cargas da Avianca

“Vocês me fizeram acreditar que cada moedinha, cada esforço vale à pena. Até aqui, sabia que era um trabalho sério, mas o sentimento é diferente quando se precisa e vê acontecer.”

Mariana Kikuti, funcionária do McDonald’s

“O Instituto Ronald McDonald é uma organização de muita credibilidade, especialmente pela forma como atua, sempre baseado em pesquisas e apoiado por relatórios. A instituição não hesita em ampliar os horizontes quando se trata de estratégias de combate ao câncer infantil e juvenil. A sociedade brasileira já está colhendo os resultados dessas iniciativas, principalmente com o aumento do índice de cura do câncer infantil e juvenil. Como franqueado, eu me sinto orgulhoso em apoiar e trabalhar pelas ações do Instituto”.

Carlos Emílio Cavaliere Sartório, presidente da Associação Brasileira de Franqueados McDonald’s

“Como oncologista pediátrico, acompanho o trabalho do Instituto Ronald McDonald desde sua fundação há 16 anos. É muito gratificante ver a evolução de seus programas, os resultados e o compromisso de toda a equipe com a melhoria do tratamento e da qualidade de vida de adolescentes e crianças com câncer. Sei que ainda há muito que ser feito para curar ainda mais adolescentes e crianças com câncer, mas seja através das reuniões do Conselho Científico ou do Programa Diagnóstico Precoce do Instituto Ronald McDonald, vejo o empenho da equipe do Instituto em se aprimorar e tenho a certeza que estarão sempre apoiando a causa.”

Renato Melaragno, membro do Conselho Científico do Instituto Ronald McDonald e diretor da Sobope

“Tenho muito orgulho de ter participado da história da fundação da Casa Ronald McDonald e do Instituto Ronald McDonald. Não tenho dúvida de que a liderança, competência e total comprometimento do casal 20, Chico e Sonia, com os objetivos traçados, foram, são e serão fundamentais para o sucesso do projeto, transformando o cenário do câncer em crianças e adolescentes no Brasil e sendo considerado como referência em projetos similares no exterior.”

Mário César Pereira de Araújo, presidente do Conselho Científico e diretor presidente da MC Sistemas de Computação.

“A nobre causa do Instituto Ronald McDonald em propiciar maiores chances de cura e qualidade de vida para adolescentes e crianças com câncer em todo o Brasil demonstra que, formalmente unidos e organizados, conseguimos enfrentar essa batalha diária contra uma das maiores causas de mortalidade entre 0 e 19 anos. Essa guerra talvez esteja longe de terminar! Mas a resiliência do Instituto nunca terá fim”.

Carlos Ernane Abrahão, presidente do Conselho Fiscal e Diretor Financeiro do Grupo Etna Vivara

“Há 30 anos trabalho no McDonald´s / Arcos Dourados e tive o privilégio de acompanhar as atividades do Instituto Ronald McDonald desde a sua fundação. E é com orgulho que nestes 16 anos de história presenciei o crescimento da organização, não só em números, o que já é impressionante, mas no desenvolvimento e gestão de iniciativas que efetivamente estão contribuindo para a mudança do cenário do câncer infantil e juvenil no Brasil. Como presidente do Conselho Executivo do Instituto Ronald McDonald, reafirmo meu compromisso e o da organização de continuar trabalhando com afinco pela saúde e qualidade de vida de adolescentes e crianças com câncer.” 

Renato Alceu, presidente do Conselho Executivo do Instituto Ronald McDonald e diretor regional da Arcos Dourados Brasil

Linha do tempo contra o câncer

1999
1999

Nasce o Instituto Ronald McDonald Brasil com apoio do McDonald´s e seus franqueados e instituições de combate ao câncer infantil e juvenil do país. Desde sua fundação, o Instituto é parte do sistema beneficente global Ronald McDonald House Charities (RMHC). No mesmo ano, nasceu a Campanha dos Cofrinhos, onde cada moedinha faz a diferença!

2000
2000

A Casa Ronald McDonald Rio de Janeiro completa 6 anos. Inaugurada em 1994, a Casa foi a primeira no Brasil e na América Latina. Inaugurada em 1994, a Casa foi a primeira no Brasil e na América Latina. A criação da unida­de ocorreu depois de receber recursos do McDia Feliz de 1993.

2001
2001

O Instituto passa a coordenar a campanha McDia Feliz, principal fonte de arrecadação para os programas e projetos em prol da cura do câncer infantil e juvenil. Em 2001, a campanha McDia Feliz arrecadou mais de 6 milhões de reais.

2002
2002

Lançamento do Programa Atenção Integral (na ocasião com o nome Programa Brasil) – que visa elevar as taxas de cura de adolescentes e crianças com câncer. O Programa identifica as regiões do país com demandas prioritárias na área de oncologia pediátrica e destina recursos para a realização de projetos.

2003
2003

A empresa Telefônica comercializou cartões telefônicos cujas ilustrações eram referentes ao Instituto Ronald McDonald e parte da venda era destinada para a causa do câncer infantil e juvenil. Ao adquirir um cartão telefônico com quarenta unidades, além de contribuir para o tratamento de adolescentes e crianças com câncer, o consumidor ganhava um sorvete casquinha nos restaurantes McDonald’s.

2004
2004

O ano marca o inicio do Invitational Golf Cup Ronald McDonald – tacada inicial para um dos maiores torneiros de golfe beneficente da América Latina. Idealizado pela Martin-Brower em parceria com o Instituto Ronald McDonald, o evento é uma das principais fontes de recursos do Instituto Ronald McDonald.

2005
2005

Com apoio do Inca, Sobope, Uneacc, Universo e médicos do Conselho Científico do Instituto Ronald McDonald, foram redefinidos os critérios para o cadastro de instituições, assim como estabelecidos novos processos de acompanhamento dos projetos, garantindo mais transparência e eficiência aos investimentos realizados em projetos de combate ao câncer infantil e juvenil.

2006
2006

Para celebrar os sete anos de atuação do Instituto foi realizada a exposição “Pintando o 7”, com fotos de artistas e personalidades que foram grandes parceiros na luta contra o câncer infantil e juvenil. Neste ano, também foi iniciada a campanha Troco Premia­do, no qual os clientes que realizam compras de produtos ou pagamentos de contas podem optar pela doação do troco, recebendo um título de capi­talização por meio do qual concorrem, pelo sorteio da Loteria Federal, a 10 mil vezes o valor doado. De cada título adquirido, 10% do valor é destinado ao Instituto Ronald McDonald.

2007
2007

Foi iniciada a expansão do Programa Casa Ronald McDonald no Brasil com a inauguração de duas novas unidades: a Casa Ronald McDonald Santo André, região do Grande ABC Paulista e Casa Ronald McDonald São Paulo/Moema, na capital paulistana. Neste mesmo ano é criado o Programa de Embaixadores, que nomeia fran­queados da rede McDonald’s como representantes do Instituto Ronald McDonald.

2008
2008

Nasce o Programa Diagnóstico Precoce. O Programa visa contribuir para a diminuição do tempo entre o aparecimento de sinais e sintomas do câncer e o diagnóstico em um serviço especializado, aumentando sensivelmente a expectativa de cura do câncer infantil e juvenil.

2009
2009

Foi realizada a primeira edição do Jantar de Gala Instituto Ronald McDonald. Neste ano, toda arrecadação foi revertida para a reforma do ambulatório do Hospital de Câncer de Cuiabá (MT). Desde então, o encontro firmou-se como uma das principais fontes de captação de recursos para projetos em prol do combate ao câncer infantil e juvenil.

2010
2010

Inaugurada a Casa Ronald McDonald em Campinas (SP). A quarta Casa Ronald McDonald do Bra­sil.

2011
2011

A primeira unidade do Programa Espaço da Família Ronald McDonald no Brasil foi inaugurada neste ano, no Hospital GPACI – Grupo de Pesquisa e Assistência ao Câncer Infantil em Sorocaba (SP). O programa foi concebido com o objetivo de oferecer conforto e acolhimento nos hospitais para crianças e adolescentes em tratamento contra o câncer e também as famílias que acompanham seus filhos.

2012
2012

Inauguradas duas novas unidades de Casa Ronald McDonald, a Casa Ronald McDonald Belém, a primeira na região amazônica e a Casa Ronald McDonald Jahu, em São Paulo, em parceria com o Hospital Amaral Carvalho (HAC), centro de referência nacional em transplante de medula óssea. Também foi inaugurada a segunda unidade do Programa Espaço da Família Ronald McDonald no país, no Hospital de Câncer Infantojuvenil Presidente Luiz Inácio Lula da Silva, na cidade de Barretos, no interior de São Paulo. Ainda em 2012, O Brasil sedia a Conferên­cia Regional Latinoamericana da Ronald McDonald House Charities.

2013
2013

Comemorado os 25 anos do McDia Feliz. A maior campanha de arrecadação em prol da cura do câncer infantil e juvenil superou todos os recordes: R$ 20,4 milhões. No mesmo ano foi inaugurada a terceira unidade do Programa Espaço da Família Ronald McDonald no Brasil, no Hospital de Câncer de Mato Grosso, na cidade de Cuiabá. E o início da campanha incentivo de doações para passageiros da Avianca Linhas Aéreas.

2014
2014

Um ano de celebração: 40 anos da primeira Casa Ronald McDonald do mundo, na Filadélfia (EUA), 20 anos da primeira Casa Ronald McDonald do Brasil e da América Latina, no Rio de Janeiro, e 15 anos do Instituto Ronald McDonald. Muitas conquistas, ótimos resultados e novos desafios. Uma história marcada pela superação e a certeza de que “O amanhã existe!”.

Assista o Vídeo Institucional de 15 anos!

O livro O amanhã existe – A história de quem transformou a luta contra o câncer infantojuvenil no Brasil, lançado no final de 2014 em comemoração aos 15 anos do Instituto Ronald McDonald, apresenta a história do casal Chico e Sônia Neves, que ajudaram a fundar a 1ª Casa Ronald McDonald do Brasil e o Instituto Ronald McDonald, numa referência nacional na luta contra o câncer infantil e juvenil.

Chico Neves, superintendente do Instituto Ronald McDonald, transformou a perda do filho em uma causa, que atualmente, ajuda mais de 30 mil crianças e adolescentes em todo o país. Já Sônia Neves é presidente da Casa Ronald McDonald no Rio de Janeiro.

Utilidade Pública Federal
Art. 4º da Lei 91/35 e art. 5º do Decreto 50.517/61

Utilidade Pública Estadual
Decreto Lei nº 179/75, Lei nº 3.383/00 e Resolução SEASDH nº267, de 23.07.2010

Utilidade Pública Municipal
concedido pela Lei nº 4507, de 24/05/2007

Certidão do Conselho Municipal de Assistência Social
Lei nº 4507, de 24/05/2007

Certificado de Entidade Beneficente de Assistência Social (Cebas)
Lei nº 12.101, de 27 de novembro de 2009 e no Decreto nº 7.237, de 20 de julho de 2010

O Estatuto Social do Instituto Ronald McDonald é um documento registrado em Cartório que contém todas as condições e regulamentos necessários para o funcionamento da instituição como uma sociedade civil sem fins lucrativos. Estas são importantes regras para que a atuação seja feita de maneira organizada e transparente perante a lei e a sociedade.

Estatuto social Instituto Ronald McDonald (última atualização 2012)

Um dos valores do Instituto Ronald McDonald é atuar de forma transparente, para que investidores, doadores, parceiros, beneficiados e toda a sociedade possam acompanhar como são arrecadados e investidos os recursos em benefício de crianças e jovens em tratamento de câncer. O Instituto faz constante acompanhamento de suas ações, por meio de relatórios técnicos, financeiros e auditorias internas e externas.

Neste espaço, estão disponíveis:

Balanços Patrimoniais: Prestação de contas anuais do Instituto.

Balanço Patrimonial 2014
Balanço Patrimonial 2013
Balanço Patrimonial 2012
Balanço Patrimonial 2011
Balanço Patrimonial 2010
Balanço Patrimonial 2009
Balanço Patrimonial 2008

Cartas da Auditoria: Parecer anual da auditoria realizada pela empresa de consultoria Ernst & Young.

Auditoria_2014
Auditoria 2013
Auditoria 2012
Auditoria 2011
Auditoria 2010
Auditoria 2009
Auditoria 2008

Em caso de dúvidas sobre os dados apresentados, entre em contato conosco.

O Instituto Ronald McDonald é estruturado em Conselhos segmentados por áreas que regulam, aprovam, fiscalizam e contribuem para o direcionamento dos trabalhos. Os Conselhos contam com a participação voluntária de Conselheiros representantes de instituições, empresas e especialistas na causa.

CONSELHOS

Conselho de Administração
Presidente:
Jose Valledor
(Presidente – Arcos Dourados Brasil)

Vice-Presidente:
Dorival Pereira de Oliveira Junior
(Vice-Presidente de Desenvolvimento – Arcos Dourados Brasil)

Membros:
Alexandre Fernandes Delgado
(Diretor – Coca-Cola)

Alois Bianchi
(Diretor de Oncologia Pediátrica – Hospital do Câncer)

Teresa Cristina Cardoso Fonseca
(Presidente – Sociedade Brasileira de Oncologia Pediátrica)

Carlos Emílio Sartório
(Presidente – Associação Brasileira dos Franqueados McDonald’s)

Lyana Latorre Sabogal
(Diretora – RMHC América Latina)

Luiz Antônio Santini
(Diretor Geral – Instituto Nacional do Câncer José Alencar Gomes da Silva)

Márcia Aparecida P. M. dos Santos
(Diretora – Marfrig)

Nelson Fazenda
(Presidente – Bemis Latin America)

Peter Byrd Rodenbeck
(Presidente – Grupos Outback e Starbucks)

Sérgio Alonso
(Diretor de Operações – Arcos Dorados América Latina)

Sérgio Amoroso
(Diretor – Fundação ORSA)

Marcelo Ferraz Marinis
(Gerente Geral – Martin-Brower Brasil)

 

Conselho Executivo

Presidente:
Renato Alceu Pinto
(Diretor Regional – Arcos Dourados Brasil)

Vice-Presidente Administrativo:
Mário César Pereira de Araújo
(Diretor-Presidente – MC Sistemas de Computação)

Vice-Presidente Financeiro:
Christian André Stauffer
(Franqueado – McDonald’s)

Membros:

Roberto Gnypek
(Vice-Presidente de Marketing – Arcos Dourados Brasil)

Helio Muniz
(Diretor de Comunicação Corporativa – Arcos Dourados Brasil)

Conselho Fiscal
Presidente:
Carlos Ernane Abrahão
(Diretor Financeiro – Grupo Etna Vivara)Membros:

Boris Gris
(Diretor Legal – Arcos Dourados Brasil)

Gilberto Bútalo
(Administrador – Grupo de Defesa da Criança com Câncer Jundiaí)

Fernando de Paula
(Head of Tax – Arcos Dourados Brasil)

Isabela Menck Tavares
(Controlador – Arcos Dourados Brasil)

Tesoureiro

Ivan Zarur
(Vice-Presidente Financeiro – Arcos Dourados Brasil)

 

Conselho Científico

Presidente:
Mário César Pereira de Araújo
(Diretor-Presidente da MC Sistemas de Computação)

Membros:
Algemir Bruneto
(Diretor – Instituto do Câncer Infantil)

Antônio Sérgio Petrilli
(Diretor – Instituto de Oncologia Pediátrica)

Teresa Cristina Cardoso Fonseca
(Presidente – Sociedade Brasileira de Oncologia Pediátrica)

Francisco Pedrosa
(Diretor do Serviço de Oncologia – Instituto de Medicina Integral Professor Fernando Figueira)

José Carlos Córdoba
(Chefe de Hematologia – Hospital de Apoio de Brasília)

Kemel Francisco Kalif de Souza
(Franqueado – McDonald’s Belém)

Marcos Moraes
(Presidente – Conselho Curador da Fundação do Câncer)

Núbia Mendonça
(Diretora – Clínica ONCO)

Renato Melaragno
(Oncologista Pediátrico – Hospital Santa Marcelina)

Silvia Brandalise
(Diretora – Hospital Boldrini)

Sima Ferman
(Chefe do Serviço de Oncologia Pediátrica – Instituto Nacional de Câncer)

Tânia Bitti
(Assistente Social – Associação Capixaba contra o Câncer Infantil)

Rilder Flávio de Paiva Campos
(Presidente – Confederação Nacional de Apoio e Assistência à Criança e ao Adolescente com Câncer)

O Instituto Ronald McDonald, ao longo dos seus 16 de atuação, aprimora o desenvolvimento do seu trabalho através de um uma equipe qualificada de colaboradores, que garantem a realização das ações planejadas, assim como a eficiência e transparência de suas iniciativas.

Atualmente, o Instituto conta com a colaboração de 25 profissionais contratados e 2 prestadores de serviços das empresas Archive e Prime Work, que atuam em quatro áreas: Administração e Finanças, Desenvolvimento Institucional, Mobilização Social e Projetos. Além de uma Gerência Geral e Superintendência.

Superintendência e Gerência Geral

Superintendente: Francisco Neves

Engenheiro civil por formação, Chico Neves, como é conhecido, engajou-se na causa do combate ao câncer infantil e juvenil após vivenciar, em 1990, junto com sua mulher, Sônia Neves, e seu filho mais velho, Carlos Neves, a perda de Marcus, o filho caçula. Desde então ele se transformou em uma das principais lideranças no Brasil no que diz respeito à causa do câncer infantil e juvenil. Como voluntário foi um dos fundadores da Sala de Recreação do INCA (1990), da Casa Ronald McDonald Rio de Janeiro (1994); e então foi convidado pelo McDonald´s para, em 1999, ser um dos fundadores do Instituto Ronald McDonald e assumir profissionalmente a gestão estratégica da organização da qual é o atual superintendente.

Gerente Geral: Roberto Mack

Voluntário da causa e um dos fundadores da Casa Ronald McDonald Rio de Janeiro (1994), é formado em engenharia e trabalhou em empresas como Embratel, MCI e WorldCom. Considerando seu conhecimento e envolvimento com a causa e a experiência na área de administração, foi convidado a assumir em 2003 a gerência geral do Instituto Ronald McDonadl, sendo responsável pela gestão operacional do Instituto.

Administração e Finanças

Realiza a gestão administrativo-financeira do Instituto Ronald McDonald com o objetivo de criar condições adequadas para o desenvolvimento da organização. A área é responsável pelo gerenciamento da tecnologia da informação, das atividades jurídicas, contábeis e de tesouraria, incluindo o acompanhamento financeiro – prestação de contas e auditorias – dos projetos apoiados.

Gerente: Vanusia Oliveira
Graduada em contabilidade com pós-graduação em gestão financeira e fiscal, é a gerente que está há mais tempo no Instituto: desde 1999. Possui experiência com a rotina administrativa-financeira, planejamento no setor privado e ONGs. Sua área é responsável pela rotina administrativa, financeira, tecnologia da informação, recursos humanos e auditorias.

Analista Sênior: Luiz Costa
Analista Pleno: Fábio Levy
Analista Júnior: Cláudia Alves
Analista Júnior: Marcos Ramos
Assistente: Ilana Lourenço
Assistente: Maycon Medeiros

Desenvolvimento Institucional

Desenvolve estratégias que promovam a captação de recursos;
identifica oportunidades para o desenvolvimento de ações em âmbitos nacional e internacional. Esta área é responsável pelo estabelecimento de alianças e parcerias com empresas privadas, organizações governamentais e do terceiro setor, ampliando a rede de relacionamento e solidariedade em prol da causa.

Gerente: Flávia Reis
Graduada em Administração e Marketing. Trabalha no Instituto Ronald McDonald desde 2003. É responsável pelas ações de captação de recursos, produtos e serviços. A principal campanha que sua área coordena é a dos cofrinhos, presentes nos caixas e restaurantes McDonald’s, mas também eventos como o Invitational Golf Cup, Jantar de Gala e outros. Também é responsável pelas ações de parceria e doações junto ao Sistema McDonald’s como franqueados, fornecedores e colaboradores da Arcos Dourados Brasil.

Especialista: Mariana Gomes
Analista Sênior: Michelle Baçal
Analista Júnior: Monique Lopez
Analista Júnior: Sandhia Prates

Mobilização Social

Promove a visibilidade do Instituto Ronald McDonald como organização de credibilidade e eficiência no combate ao câncer infantil e juvenil, gerando envolvimento e consequente participação dos públicos de interesse. A área é responsável pela comunicação interna e externa do Instituto, o desenvolvimento dos projetos de comunicação e coordenação do McDia Feliz.

Gerente: Ana Nicolini
Trabalha no Instituto Ronald McDonald desde 2001. Sua área é responsável pelas ações de comunicação do Instituto e pela coordenação do McDia Feliz. Graduada em Psicologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, com pós-graduação em Comunicação com o Mercado na Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM), sempre trabalhou no terceiro setor e coordenou projetos em parceria com o Instituto C&A e o Instituto Ayrton Senna.

Especialista: Bianca Provedel
Analista Pleno: Thais Carmo
Estagiário: Robson Miguel

Projetos

Realiza o desenvolvimento, gestão e avaliação dos programas do Instituto Ronald McDonald, sendo responsável pelo cadastro de instituições, elaboração dos editais e análise dos projetos apresentados. Também gerencia a carteira de projetos apoiados, acompanhando todo o processo de execução, desde a assinatura dos convênios e destinação dos recursos até conclusão dos mesmos.

Gerente: Luiz Carlos Bernardo
Formado em Engenharia Elétrica, com pós-graduação em Análise de Sistemas, MBA em Marketing e especialização em Gestão Empresarial. Tem mais de vinte anos de experiência liderando equipes, a maior parte do tempo na Hewlett Packard – HP. Sua área gerencia os programas do Instituto e a gestão dos projetos apoiados em todo o Brasil.

Especialista: Carla Lettieri
Analista Sênior: Danielle Basto
Analista Sênior: Keitt Lomiento
Analista Sênior: Viviane Junqueira
Analista Junior: Nínive Gonçalves
Analista Junior: Rachel Domingos

Instituições cadastradas no Instituto Ronald McDonald