Belém sedia Fórum Norte de Educação Permanente em Oncologia Pediátrica

Publicado 27 de julho de 2015 em

O auditório do Hospital de Clínicas Gaspar Vianna sedia, nos dias 8 e 9 de agosto, o Fórum Norte de Educação Permanente em Oncologia Pediátrica que colocará em debate o contexto atual da oncologia no Norte do País, incluindo temas como treinamentos de profissionais, efeitos colaterais, busca de soluções, abordagem multidisciplinar e biopsicossocial e principais tipos de cânceres infantojuvenis. O evento é promovido pela Sociedade Brasileira de Oncologia Pediátrica (SOBOPE), em parceria com o Hospital Ophir Loyola e o Instituto Ronald McDonald.

O diagnóstico do câncer infantojuvenil será um dos temas de destaque do Fórum. Em 2014, a média de novos casos em oncologia pediátrica foi de 11.840 em todo o Brasil, segundo o Instituto Nacional de Câncer (Inca). As regiões Sudeste e Nordeste lideram esse ranking, com 5.600 e 2.790 novos casos, respectivamente, seguidas pelas regiões Sul (1.350), Centro-oeste (1.280) e Norte (820). No âmbito do Estado, somente em Belém foram registrados 122 novos casos de câncer nesse segmento em 2014, ou seja, bem acima da meta preconizada pelo Ministério da Saúde, que é de 100 casos por ano.

Segundo a oncologista do Hospital Ophir Loyola e diretora da SOBOPE, Alayde Wanderley, além de ser mais difícil diagnosticar cancros em crianças, na comparação com os adultos, o câncer infantil é mais agressivo, rápido e progressivo. Nessa faixa etária as células cancerígenas se multiplicam rapidamente, ocasionando diferentes tipos de tratamento, neoplasias e índices de cura. Entretanto, também é o que responde melhor à quimioterapia. O índice de cura para casos em estágio inicial é alto, podendo chegar a 90%.

Outro dado fornecido por Alayde aponta que, apesar de corresponderem a 3% de todos os cânceres, os cancros infantojuvenis são a principal causa de óbito pela doença no Brasil na faixa de zero a 19 anos, atrás somente das mortes relacionadas a acidentes e violência.

SOBOPE – Fundada em 1981, a Sociedade Brasileira de Oncologia Pediátrica tem como objetivo disseminar o conhecimento referente ao câncer infantojuvenil e seu tratamento para todas as regiões do país e uniformizar métodos de diagnóstico e tratamento. Atua no desenvolvimento e divulgação de protocolos terapêuticos e na representação dos oncologistas pediátricos brasileiros junto aos órgãos governamentais e promove o ensino da oncologia pediátrica, visando a divulgação e troca de conhecimento científico da área em âmbito multiprofissional.

Serviço: Fórum Norte de Educação Permanente em Oncologia Pediátrica
Local: Hospital de Clínicas Gaspar Vianna – Belém
Data: 8 e 9 de agosto, das 9h às 17h
Valor: R$ 50, no dia da abertura do evento
Mais informações no site: www.sobope.org.br ou pelo telefone (91)3265-6510

Com informações da Agência Pará de Notícias.


Instituições cadastradas no Instituto Ronald McDonald