Dia Mundial contra o câncer

Publicado 4 de fevereiro de 2015 em

contra-cancer_4-de-fevereiro_2015

Hoje é Dia Mundial contra o câncer. Aproveitamos a data para reforçar que o diagnóstico precoce é a forma mais efetiva de combater o câncer em crianças e adolescentes. O superintende do Instituto Ronald McDonald, elaborou um artigo – publicado em diversos jornais do país, que marca a data. Confira:
Dia Mundial de Combate ao Câncer: a solução ao nosso alcance
*por Francisco Neves

Desde 1990 atuo na causa do câncer infantojuvenil como voluntário. Pouco antes, havia perdido um filho para aleucemia e, desde então, decidi lutar para que outras crianças e adolescentes não tivessem o mesmo destino.

A luta contra o câncer é um desafio, especialmente porque afeta não só o paciente, mas toda a família. Mas as soluções para a cura do câncer também estão ao nosso alcance e o Dia Mundial de Combate ao Câncer, celebrado esta semana,é uma oportunidade para promover uma maior conscientização de que há muito que pode ser feito pela sociedade.

Um dos focos da campanha do Dia Mundial do Câncer para 2015 é o diagnóstico precoce. Ainda não são conhecidos os primeiros sinais e sintomas de todos os tipos de câncer, mas de muitos deles, sim – incluindo alguns tipos de câncer infantil –e as vantagens de programar abordagens para a detecção precoce e atenção integral aos pacientes são indiscutíveis para o aumento dos índices de cura.

Está sim ao nosso alcance enfrentar o desafio através do desenvolvimento de programas de capacitação dos profissionais de saúde, da acessibilidade ao atendimento e da ampliação e qualificação dos serviços de diagnóstico e tratamento.

Especificamente sobre o câncer em crianças e adolescentes, hoje a taxa de cura pode chegar a 85% quando diagnosticado precocemente e tratado adequadamente e posso afirmar que a articulação entre sociedade civil, governo e iniciativa privada tem sido um diferencial para mudarmos, de fato, o cenário da oncologia pediátrica no Brasil.
Está ao nosso alcance e estamos contribuindo para que crianças, adolescentes e seus familiares reconquistem a esperança, afinal, o amanhã existe!

*Francisco Neves, Superintendente do Instituto Ronald McDonald, cujo drama
com a perda do filho foi retratada no livro ‘ O amanhã existe’ do jornalista Renato Lemos.


Instituições cadastradas no Instituto Ronald McDonald