FAMÍLIA NEVES

Publicado 15 de abril de 2015 em

A história da Família Neves começou com a história de uma família comum: pai, mãe e dois filhos que viviam no bairro da Tijuca e levavam uma vida tradicional. Trabalho, escola, lazer no Tijuca Tênis Clube e futebol com a torcida pelo Vasco da Gama. Mas esta história começou a tomar um novo rumo quando Marquinhos, um dos filhos do casal, foi diagnosticado com Leucemia Linfóide Aguda.

O câncer era um tabu, mas todos enfrentaram com coragem o desafio de buscar a cura do menino. O tratamento no Instituto Nacional de Câncer (Inca) foi longo e árduo. Mas, em determinado ponto, os médicos disseram que a única possibilidade de cura seria um tipo de transplante que ainda não existia no Brasil: o não aparentado de medula óssea. A família buscou então apoio dos amigos e de muitos parceiros para a campanha SOS Marquinhos, que contou com um jogo realizado por grandes jogadores de futebol, que doaram toda bilheteria à campanha. A família pôde realizar a viagem à Nova York. Lá, tiveram a oportunidade de ficar numa Casa Ronald McDonald, enquanto Marquinhos fazia o tratamento no Memorial Hospital.

Encontraram um lugar acolhedor, hospedagem gratuita, alimentação e todo o suporte junto a profissionais e outros pais na mesma situação. Infelizmente, Marquinhos não resistiu. Ele perdeu a batalha contra o câncer em 1990. Foi um momento muito doloroso, mas aos poucos, os pais decidiram transformar a dor numa causa e ajudar outras famílias na mesma situação. Eles não eram mais apenas os pais do Marquinhos, eram Francisco e Sonia Neves, voluntários do Instituto Nacional do Câncer. E com o tempo se tornaram muito mais.

Por ocasião do primeiro McDia Feliz realizado no Rio de Janeiro, que beneficiou o Inca, eles organizaram uma grande festa que chamou a atenção do então Presidente do McDonald’s. Chico tomou coragem, se apresentou e perguntou: “Por que não temos aqui uma Casa Ronald McDonald como a de Nova York?” A resposta surpreendeu: “Você a conhece? Vamos fazer uma Casa no Brasil?”. E assim começou uma das maiores mobilizações pela causa do câncer infantil e juvenil no país.

Chico e Sonia são uma inspiração. Ela é a presidente da primeira Casa Ronald McDonald fundada na América Latina, a unidade Rio de Janeiro. Ele é o superintendente do Instituto Ronald McDonald, que beneficia mais de 60 mil famílias que recebem o diagnóstico de câncer no Brasil, por meio de seis Casas Ronald McDonald, três Espaços da Família Ronald McDonald, cerca de 80 instituições parceiras para o Programa Atenção Integral e mais de 15 mil profissionais de saúde que receberam capacitação por meio do Programa Diagnóstico Precoce.


Instituições cadastradas no Instituto Ronald McDonald