Papo cabeça: como doar cabelo voluntariamente?

Papo cabeça: como doar cabelo voluntariamente?

É normal a gente encontrar alguém careca, principalmente as mulheres, e de cara já relacionar com o câncer. Acontece porque um dos efeitos colaterais do tratamento é a alopecia.

Alopecia é a queda do cabelo causado pelos tratamentos de radioterapia e quimioterapia. Geralmente, vem acompanhado de outras manifestações como náuseas, tonturas, dores e feridas. Varia muito de paciente para paciente, mas, normalmente, de todos os efeitos, a queda do cabelo acaba sendo uma das consequências mais impactantes, principalmente, para as outras pessoas.

A quimioterapia e a radioterapia são tratamentos clínicos destinados a matar as células cancerígenas, mas eles não atingem apenas elas. O tratamento reflete no organismo por inteiro, exigindo de todo o corpo a força para travar uma guerra.

É uma consequência necessária e muito dolorosa para o paciente e sua família, pois, além de afetar a vaidade, expõe uma fase extremamente íntima.

Aqui entra a força do voluntariado.

A queda do cabelo acontece já nas primeiras fases do tratamento, quando o paciente ainda está lidando com a notícia, mas precisa iniciar, com urgência, a medicação.

Muitos deles relatam a dificuldade de lidar com o olhar das pessoas, a sensação de piedade e a necessidade de precisar explicar e falar do assunto com os mais curiosos.

Todo mundo sabe que as intenções são as melhores, mas não vai ser sempre que o paciente estará com disposição e emocional para falar e dividir suas angústias com outras pessoas.

As perucas são poderosas ferramentas para resgatar a autoestima em uma rotina de luta. Principalmente quando estamos falando de adolescentes. Nesta fase, eles descobrem o autoconhecimento e disputam a aceitação dos amigos, etapa de amadurecimento importante na adolescência.

É aí que uma corrente linda de amor espalha brilho nos olhos de pacientes com a doação voluntária de cabelo e perucas.

Como assim doar cabelo?

Enquanto as mulheres entram na onda feminista de cortar os cabelos, aderir à moda dos curtos e assumir os cachos, do outro lado, pessoas fazem desse movimento um ato de generosidade.

Não só elas, mas muitos homens também estão deixando os cabelos crescerem só para ajudar.

Com isso, pessoas e instituições trabalham para coletar material (cabelo), produzir perucas e espalhar felicidade.

Que incrível! Como faz para ajudar?

Primeiro passo é cortar o cabelo. É recomendável que o cabelo não tenha química e, obrigatoriamente, que seja um corte de pelo menos 10 cm (senão fica difícil de fazer a peruca). Procure se informar como fazer o corte, e assim que chegar ao cabeleireiro já avise que sua juba tem destino certo.

Depois é só escolher para qual instituição você quer entregar os fios. Não tem complicação, dá pra enviar até pelos Correios.

Aqui tem uma lista de sites onde você pode se informar, com locais nos quais você pode doar cabelo:

Fundação Laço Rosa
Casa Ronald McDonald RJ
Cabelegria
Hospital do Câncer

Você renova o visual, distribui sorrisos e depois o cabelo cresce. Não tem como ser melhor!

Atitudes simples são revolucionárias. Quer saber mais? Leia no nosso blog!

Comentários: 5 / Compartilhar:

Você pode gostar também de …

5 pensamentos sobre “Papo cabeça: como doar cabelo voluntariamente?

Publicar comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos marcados com um * são obrigatórios.