Quanta coragem na história de Ariadne e Millene

Quanta coragem na história de Ariadne e Millene

Eu sempre fui muito organizada. Gosto de planejar minha rotina nos mínimos detalhes. Mas preciso reconhecer que em alguns momentos a vida me deu umas boas sacudidas.

Desta vez, minha singela experiência relacionada ao trabalho do Instituto Ronald McDonald vai contar a história de mãe e filha. Elas também tiveram que driblar uma tremenda mudança de planos.

Ariadne, de 28 anos, me contou um pouco sobre o diagnóstico de câncer em sua pequena Millene, e o que precisaram encarar diante da notícia. As duas são hóspedes na Casa Ronald McDonald do Rio de Janeiro.

Quando eu cheguei fui super bem recebida. No começo, eu fiquei com um pouco de vergonha porque eu não conhecia nada. Então eu comecei a conversar e ai todo mundo veio falar comigo, os funcionários e também as mães. Aí eu fui acostumando e hoje em dia por aqui todo mundo me conhece.”

Elas são de Angra dos Reis, cidade tranquila e paradisíaca. Mulher nova que deu um show de valentia ao se mudar para uma cidade grande e cara, levando nas malas apenas a esperança de cura. Diante da dificuldade de conseguir um lugar para ficar, conheceu o trabalho do Instituto Ronald McDonald através do Programa Casa Ronald McDonald.

Eu amei ficar aqui. Quando eu vou pra Angra eu falo assim: vou arrumar minhas coisas para ir embora porque aqui (Casa Ronald) é a minha casa.”

Com o apoio que recebeu, foi mais fácil perceber o lado positivo do caminho percorrido:

Eu coloquei na minha cabeça assim: a minha filha precisa de mim e ela vai me ter ao lado dela sempre. A energia boa que eu passo pra ela é tudo!”

Enquanto conversávamos, só conseguia pensar no quanto as experiências que vivemos marcam nossas histórias para sempre. E às vezes temos a chance de descobrir novos caminhos. Assim como Ariadne e Millene, que transformaram dor em superação e seguem firmes em frente.

 

Quer ajudar mães e filhas como Ariadne e Millene? Faça sua doação!

Comentários: 0 / Compartilhar:

Você pode gostar também de …

Publicar comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos marcados com um * são obrigatórios.