Por dentro do Programa Casa Ronald McDonald e a parceria com o Instituto Ronald McDonald

Por dentro do Programa Casa Ronald McDonald e a parceria com o Instituto Ronald McDonald

Em 20 anos de existência, o Instituto Ronald McDonald construiu diversos programas e um deles é a Casa Ronald McDonald.

A Casa Ronald tem como objetivo hospedar crianças e adolescentes que estão em tratamento nos hospitais conveniados de forma que elas possam garantir a continuidade do tratamento. Além disso, ela também libera leitos dos hospitais para que se possa atender mais crianças, como explica a Sônia Neves, presidente voluntária da Casa Ronald McDonald do Rio de Janeiro, no capítulo 4 da série de 20 anos do Instituto.

A parceria do Instituto Ronald com a Casa Ronald cumpre papel extremamente importante, pois a Casa Ronald sobrevive de captação de recursos, ela precisa de captar recursos no mercado, na sociedade. 

Sônia Neves, Sérgio Carvalho e José Luiz Gomes explicam como funciona a Casa Ronald e a importância de ter o Instituto como seu parceiro na construção desse trabalho. Se você ainda não conhece nossa WebSérie confira aqui a mensagem do Chico Neves no primeiro capítulo.

A Evolução da Casa Ronald

Em 20 anos, foram muitos avanços e, graças ao apoio do Instituto e os parceiros que conquistou, a Casa Ronald aumentou seu espaço físico de trinta e dois leitos para cinquenta e sete leitos. Tudo isso foi possível porque contou com a confiança de quem acreditou no sucesso do projeto, e sempre recebeu transparência como contrapartida. Como afirma José Luiz Gomes, voluntário e Diretor de Atenção Integral na Casa Ronald McDonald RJ.

Você pode visitar a Casa Ronald sem agendar. Em qualquer dia, em qualquer horário. (Na Casa Ronald) Não se prepara uma visita, pois a rotina da casa é corrida e cada dia tem coisas diferentes. Então ao fazer uma visita você percebe os valores que são: transparência, respeito e solidariedade. (…) Eu não tenho a menor dúvida que qualquer pessoa pode doar recurso e pode até fazer uma auditoria vai lá ver onde foi teu recurso e você vai ver que foi bem empregado e deu resultado.

A Casa Ronald evoluiu não só fisicamente como também na sua maneira de agir. Ao longo dos anos, foram surgindo novas demandas e mais serviços a serem prestados que trouxeram novas percepções para o trabalho realizado. Um exemplo é a diretoria de atenção integral, que antes era dividida entre diretoria de assistência social ou de ação social. Hoje, a Casa trabalha com uma visão integral, apoiada por uma equipe multidisciplinar olhando cada caso com atenção às particularidades das histórias de vida. Não é só uma ação social atuando, mas várias, com diferentes olhares.

Os próximos passos

Um desafio importante é entender que espaços e lacunas ainda existem na abordagem do tratamento do câncer infanto juvenil. O que é preciso fazer que ainda não foi feito? O que, talvez, ainda é feito de forma incipiente e que pode receber uma nova abordagem? Onde é preciso reforçar para que o processo de cura não só seja efetivo, como também seja feito visando qualidade de vida? São muitas respostas para buscar a fim de construir um trabalho sólido que preencha todas as lacuna da realidade brasileira.  

Para isso, Sérgio ressalta a importância da manutenção institucional. Afinal, são 20 anos de atuação que deram ao Instituto Ronald McDonald a autoridade e a experiência de quem conhece a realidade da oncologia pediátrica de norte a sul do país.

Bem, o grande desafio que temos é cuidar da sobrevivência em primeiro lugar Institucional, essa sobrevivência é importante pois é ela que nos dá a possibilidade de dar continuidade ao projeto, que temos o objetivo de ser um programa que dure por muitos anos. Então o apoio de doadores, patrocinadores é muito importante para gente. E esse é um grande desafio, não só pela crise econômica que temos no Brasil, mas também pela dificuldade de credibilidade que as Instituições têm, e as vezes a gente sofre um pouquinho com a falta de doações.

Reitera Sérgio Carvalho, Gerente Geral da Casa Ronald McDonald RJ.

Que tal vir fazer parte dessa causa? Vem com a gente!

Comentários: 0 / Compartilhar:

Você pode gostar também de …

Publicar comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos marcados com um * são obrigatórios.