Organização dos projetos ao longo dos 20 anos e amadurecimento do Instituto

Organização dos projetos ao longo dos 20 anos e amadurecimento do Instituto

No início da história do Instituto Ronald McDonald, ações e programas foram desenvolvidos a partir do mapeamento de uma realidade ainda pouco explorada em meados dos anos 80. No entanto, uma equipe técnica e um corpo de voluntariado deu início a esses primeiros passos, que hoje, 20 anos depois, se apresenta como uma grande diferencial para a oncologia pediátrica brasileira.

No primeiro cenário, muitas questões a serem respondidas: quantas crianças diagnosticadas têm no Brasil? Quais os hospitais que tratam delas? E como é feito o tratamento? Existem Casas de apoio para essas famílias? 

Essas informações existiam, porém elas não eram segmentadas para a pediatria, e nem mesmo estavam reunidas em um mesmo lugar. Ou seja, essas perguntas eram pontapés essenciais para dar início a essa trajetória.  No terceiro capítulo da WebSérie de 20 anos do Instituto Ronald, Carla Lettieri e Vanusia Oliveira falam da construção dos programas e da consolidação desse trabalho. No terceiro capítulo da WebSérie de 20 anos, Carla Lettieri e Vanusia Oliveira explicam como a instituição foi amadurecendo seu processo de monitoramento e aplicando os recursos arrecadados. Se você ainda não conhece nessa WebSérie veja o primeiro capítulo aqui.

Passo a passo…

Um dos primeiros projetos do Instituto foi o Programa Brasil, ele tinha o objetivo de disponibilizar unidade de internação, unidade ambulatorial e casas de apoio para as crianças e adolescentes com câncer. Foi a primeira iniciativa para oferecer a estrutura necessária para que as crianças e suas famílias pudessem ficar próximas de hospitais de referência.Mesmo sendo um grande desafio, um planejamento anual com todas as ações é um dos grandes diferenciais do Instituto Ronald McDonald. Os 20 anos de atuação foram fundamentais para a profissionalização dos processos, e, mesmo que grande parte das ações estejam atreladas às doações, sobretudo, as recorrentes, tudo é meticulosamente organizado para que todas metas sejam alcançadas. Como explica Carla Lettieri, coordenadora de Programas e Projetos:

O Instituto amadureceu muito, nós começamos fazendo o apoio a projetos de forma muito amadora, a não tínhamos nem um documento que firmasse esse apoio para as instituições, mas ao longo do tempo nós fomos desenvolvendo instrumentos de atenção e monitoramento, e hoje fazemos monitoramento via portal de projeto, temos auditoria, ao longo do tempo a gente evoluiu e hoje temos um processo bastante maduro.”

Buscando apresentar um trabalho bastante transparente, o Instituto monitora todo o processo e cada etapa da destinação de recursos para o projetos contemplados pelos Programas. Para isso, equipes especializadas se responsabilizam mensalmente pela auditoria e controle financeiro,  e todos os relatórios estão disponíveis para consultas no site do Instituto Ronald McDonald. Se você tem uma empresa e quer saber mais como ajudar, veja o nosso texto sobre marketing social empresarial.

Dia a dia de orgulho!

Trabalhando com uma causa como a do Instituto, Vanusia e Carla sentem orgulho de fazer parte da família do Instituto Ronald McDonald. Principalmente, por saber que cada dia dedicado é uma nova oportunidade de fazer a diferença na vida de todas as vidas amparadas pelos Programas Diagnóstico Precoce, Atenção Integral, Casa Ronald McDonald e Espaço da Família.

Que tal vir sentir esse orgulho junto com a gente? Abrace essa causa!

Comentários: 0 / Compartilhar:

Você pode gostar também de …

Publicar comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos marcados com um * são obrigatórios.