Quanta coragem na história de Ariadne e Millene

Quanta coragem na história de Ariadne e Millene

Uma história de amor e esperança, Ariadne e Millene são exemplos de mulheres fortes que superaram todos as adversidades e superaram o câncer. Veja só o que elas têm para contar:


Eu sempre fui muito organizada. Gosto de planejar minha rotina nos mínimos detalhes. Mas preciso reconhecer que em alguns momentos a vida me deu umas boas sacudidas.

Desta vez, minha singela experiência relacionada ao trabalho do Instituto Ronald McDonald vai contar a história de mãe e filha. Elas também tiveram que driblar uma tremenda mudança de planos.

Ariadne, de 28 anos, me contou um pouco sobre o diagnóstico de câncer em sua pequena Millene, e o que precisaram encarar diante da notícia. As duas são hóspedes na Casa Ronald McDonald do Rio de Janeiro, que é apoiada pelo Instituto Ronald McDonald.

Quando eu cheguei fui super bem recebida. No começo, eu fiquei com um pouco de vergonha porque eu não conhecia nada. Então eu comecei a conversar e ai todo mundo veio falar comigo, os funcionários e também as mães. Aí eu fui acostumando e hoje em dia por aqui todo mundo me conhece.”

Elas são de Angra dos Reis, cidade tranquila e paradisíaca. Mulher nova que deu um show de valentia ao se mudar para uma cidade grande e cara, levando nas malas apenas a esperança de cura. Diante da dificuldade de conseguir um lugar para ficar, conheceu o trabalho do Instituto Ronald McDonald através do Programa Casa Ronald McDonald.

Eu amei ficar aqui. Quando eu vou pra Angra eu falo assim: vou arrumar minhas coisas para ir embora porque aqui (Casa Ronald) é a minha casa.”

Com o apoio que recebeu, foi mais fácil perceber o lado positivo do caminho percorrido:

Eu coloquei na minha cabeça assim: a minha filha precisa de mim e ela vai me ter ao lado dela sempre. A energia boa que eu passo pra ela é tudo!”

Enquanto conversávamos, só conseguia pensar no quanto as experiências que vivemos marcam nossas histórias para sempre. E às vezes temos a chance de descobrir novos caminhos.

Assim como Ariadne e Millene, que transformaram dor em superação e seguem firmes em frente.

Você pode gostar também de …

Publicar comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos marcados com um * são obrigatórios.