3 motivos para estar atento aos primeiros sinais do câncer infantil

3 motivos para estar atento aos primeiros sinais do câncer infantil

A infância é um momento de pura descoberta, fazendo cada dia um infinito de possibilidades. Mesmo que não seja o primeiro filho, mesmo que seja o terceiro, o quarto ou quinto, o brilho no olhar diante de dos aprendizados é sempre mágico. Não só mágico, como diferente, já que as experiências vão construindo uma história totalmente nova de uma pequena pessoa.

Não é que depois de crescidos essa magia se perca, ela ainda existe, mas os adultos vão se tornando mais sóbrios, sérios e desencantados.

Já para as crianças, essa alegria vai ganhando ainda mais cor a cada novo passo. A infância vai se fortalecendo nos pequenos detalhes, no desbravamento daquilo que é tão simples e corriqueiro. Por isso é tão fundamental proteger a liberdade de viver e poder sentir tudo isso. Prezar pelo tempo natural de se jogar em todas essas experiências.

Mas é bem verdade que a infância nem sempre é um oceano cor de rosa. Os desafios da vida, esses que se repetem e se intensificam ao longos dos anos, também são vividos nessa fase. E, em alguns momentos, podem surgir até mesmo de forma brutal.

Crianças e adolescentes diagnosticadas com câncer passam por momentos desafiadores desde muito cedo. Algumas, de tão pequenas, se acostumam a sonhar desde muito novas em meio a um universo cheio de médicos, remédios e fragilidades.

É por isso que pais, irmãos, familiares e toda a sociedade deve compreender que esta realidade não escolhe classe social, cor, idade ou gênero. E o diagnóstico precoce é a ferramenta que pode fazer com que ao estar neste caminho, ele possa ter mais o verde da esperança do que o cinza das pedras.

Estes três motivos te farão ficar ainda mais atento à saúde dos pequenos:

1. Detectar o câncer infantojuvenil nos primeiros sinais pode mudar o desfecho dessa história

Muitas pessoas ainda enxergam no câncer um atestado de óbito, mas esse resultado vem mudando devido aos muitos esforços para mudar os números de morte causadas pela doença. O diagnóstico precoce é um deles. As chances de cura chegam até 80% se o caso for identificado nos estágios iniciais.

2. Grande parte das pessoas não sabem sobre a incidência de câncer na infância ou adolescência

Justamente por isso, torna-se imprescindível dizer que ela é a primeira causa de morte por doença de crianças e adolescentes no Brasil. E, infelizmente, seus sintomas se confundem com os sintomas de doenças comuns, como resfriado, infecções e machucados.

A Leucemia, por exemplo, é um dos tipos de câncer mais comum da infância e se parece em muito com outras doenças por causar febre, fadiga, vômito, dores do corpo.

3. Outra barreira que acaba retardando o início imediato do tratamento é a desinformação das famílias, dos pacientes, mas, sobretudo, dos próprios médicos

A ausência de estrutura e a falta de informação de qualidade levam muito profissionais a confundir os sintomas e não dar a devida atenção para as manifestações da doença.

Por isso, o Programa Diagnóstico Precoce é tão importante, pois age capacitando profissionais de saúde de todo o país para desconfiarem desde o início e encaminhar para o melhor tratamento.

Em contrapartida, cabe aos pais observarem seus filhos constantemente, e, diante de uma situação de enfermidade, buscar sempre uma segunda opinião de médicos e especialistas.

Dessa forma, mesmo que o câncer venha fazer parte da história de uma família, com o diagnóstico precoce as chances são muito maiores de ser apenas mais uma fase de muito aprendizado na infância.

Quer saber mais? Saiba mais sobre o setembro dourado, um mês inteirinho dedicado à conscientização do diagnóstico precoce do câncer infantil e juvenil.

Comentários: 0 / Compartilhar:

Você pode gostar também de …

Publicar comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos marcados com um * são obrigatórios.