Está com dúvida sobre trabalho voluntário? Então aqui é o seu lugar!

Está com dúvida sobre trabalho voluntário? Então aqui é o seu lugar!

Se você está pensando em se tornar um voluntário, mas ainda não sabe direito como fazer, qual instituição escolher, e está cheio de dúvidas, esse texto vai falar sobre algumas perguntas frequentes que podem dar aquele empurrão necessário para você começar já.

A solidariedade sempre foi presente como sentimento e forma de organização na sociedade, no entanto, a conexão do mundo atual deu um novo significado a ela.

Com o amplo acesso à informação, é possível saber sobre as mazelas que atingem milhares de pessoas pelo mundo todo. Além disso, também permite conhecer ações e projetos inspiradores, o que acaba gerando um desejo por se movimentar. 

Por isso, cada vez mais pessoas estão procurando formas de se voluntariar e ajudar o próximo.

1- Como posso ser um voluntário?

Para ser um voluntário basta ter força de vontade e doar um pouco da sua rotina para iniciativas que você acredita. Para encontrar um projeto que combine perfeitamente com você, algumas ferramentas que podem ajudar. Aqui no blog já falamos sobre a Atados, uma plataforma que conecta voluntários com as vagas de voluntariado em várias cidades do país.

 

2- Existe alguma regulamentação sobre o trabalho voluntário?

Sim. A Lei Federal n.º 9.608/98, estabelece direitos e deveres da atividade não remunerada de voluntários. Aqui no blog tem um texto completinho sobre ela.

 

3- Eu posso usar o voluntariado no meu currículo?

Não só pode, como deve. Hoje em dia, empresas olham com muito bons olhos aqueles que possuem uma experiência voluntária. O ideal é que você não confunda essa vivência com seus trabalhos profissionais. Separe um espaço para expor sua proatividade, pois em mundo tão capitalizado, se doar sem receber nenhuma remuneração em troca é um excelente aspecto da sua personalidade.

 

4- Existe algum limite de horas semanais para o trabalho voluntário?

Sim. A orientação é que o tempo de dedicação seja de comum acordo e que, de preferência, não ultrapasse oito horas semanais.

 

5- A instituição da qual participo é obrigada a pagar os custos com transporte e alimentação?

Não. Isso pode ser acordado, mas não configura como um dever da instituição. É comum que muitas delas facilitem a logística, mas algumas não possuem recursos ou estrutura para tal.

 

6-  Posso levar meu filho?

Cada projeto social tem suas regras e realidade em relação ao trabalho voluntário, por isso é preciso conhecê-las e segui-las. Vale sempre o diálogo com as instituições para ver qual a possibilidade de você integrar outras pessoas.

 

7- Para ser voluntário é preciso ter alguma competência específica?

Não. No geral, cada um pode doar o que puder. Uma competência profissional, uma habilidade particular, um bom sentimento ou só a vontade de ajudar mesmo. Pode acontecer de alguma instituição precisar de algo específico, mas são raros os casos que essa necessidade impossibilite outra tipo de participação.

Com essa lista você só precisa seguir em frente com esse objetivo tão incrível, mas caso você ainda tenha qualquer dúvida, compartilhar aqui com a gente ou em nossas redes sociais!

Bom trabalho!  

 

Comentários: 0 / Compartilhar:

Você pode gostar também de …

Publicar comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos marcados com um * são obrigatórios.