Empresa e sociedade: dando um novo significado para a palavra parceria

Empresa e sociedade: dando um novo significado para a palavra parceria

Durante todos esses anos trabalhando em empresas pude perceber como as coisas mudaram ao longo dos anos. Obviamente, as transformações aconteceram em todos os períodos da história, mas nunca se viu uma tão rápida quanto essa que estamos vivendo.


Especialistas explicam que esta “nova” noção de tempo é reflexo da velocidade com que as informações são distribuídas de um canto a outro do mundo. O caso é que, nos últimos anos, tenho visto empresas renovando seu pensamento e postura na tentativa de alcançar o fluxo de uma recém-chegada ordem social. Em outras palavras, o voluntariado empresarial cada vez mais ganha espaço.

Uma dessas mudanças diz respeito à relação com a sociedade. Seja ela os próprios funcionários ou a comunidade local. A forma como as empresas têm olhado para esse diálogo sinaliza uma mudança que beneficia todos os envolvidos.

É uma via de cooperação. Enquanto a sociedade contribui com diversidade, a empresa fortalece em qualidade e quantidade de recursos.

O Lado B

Você já ouviu falar em Sistema B? Esse grupo reúne as empresas que enxergam em seu papel um potencial transformador para um tripé de questões: econômico, social e ambiental. Elas atuam com o compromisso de ser um agente mobilizador, com recursos que ajudem a agregar pessoas e ideias.

O Dr. Sérgio Petrilli, do Graacc, exemplifica essa postura a partir da atuação feita no hospital. Ele demonstra como a união entre sociedade e empresa pode intervir na garantia de um futuro de sucesso para cada criança que passa por lá.

“Acreditamos que estamos em um bom caminho, porque curamos com qualidade de vida, com reinserção social. A gente olha a comunidade inteira, o que vai acontecer para essas crianças depois da internação diz muito sobre como queremos o futuro das nossas crianças no mundo. Quais delas voltam para a escola e conquistam seu futuro? É uma pergunta importante para nós.”

É movido por perguntas como essas que as empresas do Sistema B funcionam. Elas buscam agregar valor de maneira permanente, com reflexos a longo prazo. A boa notícia é que este movimento têm sido opção para cada vez mais pessoas.

Atualmente, muitos querem que seu ofício profissional tenha um propósito maior, e por isso, os melhores currículos procuram empresas com pensamentos B que viabilizem o desenvolvimento de suas ideias.

A união de talentos

Nessa perspectiva, a empresa é estrategista. É ela quem identifica o potencial de cada envolvido e organiza o processo. Inspirado pela experiência adquirida durante seu crescimento, a empresa incorpora cada propósito ao seu plano de desenvolvimento.

Estudos apontam que empresas que incorporam este comportamento são mais resilientes diante das crises, muito porque se fortalecem a partir da uma sólida base de apoio. Ou seja, o caminho é de interesse e benefício mútuo. Sociedade e empresa se complementam por um mesmo objetivo, movidos por uma paixão em comum.

Se você quer conhecer mais histórias inspiradoras de quem já está no lado B, leia aqui no blog nosso post sobre responsabilidade social. Foi uma experiência incrível que me fez repensar muitas atitudes no dia a dia do meu trabalho.

Comentários: 0 / Compartilhar:

Você pode gostar também de …

Publicar comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Os campos marcados com um * são obrigatórios.