close.png

Newsletter SignUp

Inscreva-se no nosso eNewsletter para ler histórias inspiradoras de nossas famílias e aprenda como seu apoio ajuda as crianças a se curarem.

  •  
  • Erro

    Não foi possível recuperar seus dados devido a um erro.

  • close.png thank_you.png
    OBRIGADO POR INSCREVER-SE

    Estamos muito satisfeitos por você ter decidido se juntar à nossa família. Hoje, você se juntou a um movimento global que permite que as famílias se concentrem no que é mais importante - o filho doente - enquanto cuidamos do resto!

    Seus amigos na Ronald McDonald House Charities

    PROGRAMA DIAGNÓSTICO PRECOCE

    PROGRAMA DIAGNÓSTICO PRECOCE

    Acesso aos cuidados de saúde onde as crianças mais precisam

    Identificar precocemente o câncer infantojuvenil é determinante para que o tratamento tenha mais chances de apresentar resultados positivos. A partir da diminuição do tempo entre o aparecimento de sinais e sintomas do câncer e o diagnóstico em um serviço especializado, as chances de cura são potencializadas com o diagnóstico em seus estágios iniciais.

    Por esta razão, o Instituto Ronald McDonald criou o Programa Diagnóstico Precoce, que consiste na realização de capacitações de profissionais da Atenção Básica de Saúde, pediatras da rede SUS e privada, além de estudantes de medicina para que possam suspeitar de sinais e sintomas do câncer em crianças e adolescentes e realizar um encaminhamento mais ágil aos serviços especializados, reduzindo o tempo entre o aparecimento dos sintomas e o diagnóstico, aumentando sensivelmente a expectativa de cura dos pacientes.

    CAPACITAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DE SAÚDE
    A capacitação é realizada através de um curso com 8 horas de aulas, em que a equipe docente especializada aborda os seguintes temas:
    • Epidemiologia do Câncer Infantojuvenil;
    • Sinais e sintomas de suspeição;
    • Organização do fluxo de referência.
    Todos os profissionais interessados em se aprofundar no tema, podem ter acesso gratuito ao e-book “O Diagnóstico Precoce do Câncer Infantojuvenil e a atenção básica”, fruto da cooperação entre o Instituto Ronald McDonald, o Instituto Nacional de Câncer (Inca), a Sociedade Brasileira de Oncologia Pediátrica (Sobope) e oncologistas pediátricos de diversas regiões do país. Em 2018, o livro foi revisto e ampliado gerando uma 3ª edição, financiada pela Amigo H, braço filantrópico do Hospital Albert Einstein.

    Clique na Imagem para baixar o livro

    IMPACTO DO PROGRAMA
    O Núcleo de Avaliação de Tecnologias em Saúde do Instituto Fernandes Figueira (NATS/IFF) realizou uma pesquisa multicêntrica encomendada pelo Instituto Ronald McDonald para avaliar o impacto do Programa Diagnóstico Precoce. A coleta de dados foi realizada por 12 instituições participantes. Foram analisados: 1.797 prontuários de crianças e adolescentes, 355 entrevistas com responsáveis e 79 contatos telefônicos com enfermeiros capacitados pelo Programa no ano de 2012.

    A pesquisa apontou os seguintes resultados:
    • A implantação do programa ocasionou um aumento de 23% nos encaminhamentos de crianças e adolescentes com suspeição da doença para um serviço especializado nos municípios capacitados pelo Programa Diagnóstico Precoce.
    • Nos territórios capacitados, o tempo de trajetória do paciente entre a suspeição e o diagnóstico diminuiu em 61%, de 13 para 5 semanas.
    • Nos territórios em que o Programa Diagnóstico Precoce ainda não foi implantado, a taxa de redução de tempo foi de 25%, de 8 para 6 semanas.

    Reconhecimento internacional em oncologia pediátrica

    Desde sua implementação em 2008, o Programa Diagnóstico Precoce recebeu diferentes reconhecimentos de organizações nacionais e internacionais

    2009

    VIII Prêmio LIF (Liberdade, Igualdade e Fraternidade), promovido pela Câmara de Comércio França-Brasil na categoria Saúde.

    2013

    Certificação da Fundação Banco do Brasil como Tecnologia Social.

    Apresentação Oral no Congresso ICCC5: 5th International Cancer Control Congress, realizado em Lima, Peru, com o título “Impact Assessment of the Early Diagnosis Program: Does Building Capacity of Primary Health Care Workers have an Impact on Referrals for Suspected Pediatric Cancer”.

    Apresentação Oral e Pôster no Congresso: “International Society of Paediatric Oncology (SIOP)”,
    realizado em Hong Kong, durante o pré-congresso: “Paediatric Oncology in Developing Countries”.

    2014

    Apresentação Oral no 46th Congress of the International Society of Paediatric Oncology, realizado em Toronto, Canadá, com o título “Early Diagnosis: The Influence of Training of Primary Health Care Professionals for Suspicion of Pediatric Cancer in Brazil”.

    2015

    Prêmio Hearts&Hands da Ronald McDonald House Charities na categoria Expansão do Alcance com a experiência do programa no município de Santarém, no estado do Pará.

    2016

    Apresentação de Pôster no XV Congresso Brasileiro de Oncologia Pediátrica com o tema: A importância do Diagnóstico Precoce do Câncer Infantil: O case de Santarém (PA).

    2017

    Apresentação oral do trabalho “A importância da Estratégia Saúde da Família na Detecção Precoce do Câncer Infantojuvenil” no I Congresso Carioca de Atenção Primária à Saúde, no Rio de Janeiro.

    Apresentação do pôster “Early Diagnosis Improvement of Child Cancer in South Brazil” no SIOP – Congresso da Sociedade Internacional de Oncologia Pediátrica 2017 em Washington entre 12 e 15 de outubro.

    2018

    Publicação do artigo Evaluation of continuing education of family health strategy teams for the early identification of suspected cases of cancer in children foi publicado na revista inglesa BMC Medical Education.

    26.306

    profissionais capacitados

    10.962.699

    pessoas impactadas indiretamente (0 a 19 anos)

    204

    municípios alcançados

    93

    projetos executados

     

    Submissão de propostas de projetos
    O desenvolvimento e a realização do Programa Diagnóstico Precoce do Instituto Ronald McDonald é foi possível graças à parceria com o Instituto Nacional de Câncer e a Sociedade Brasileira de Oncologia Pediátrica (Sobope), que auxiliaram o trabalho do Instituto na fase de análise, seleção e acompanhamento dos projetos beneficiados durante as primeiras etapas do Programa.

    Anualmente o Instituto Ronald McDonald divulga a submissão de projetos para o recebimento de propostas do Programa Diagnóstico Precoce, dirigido às instituições cadastradas junto ao Instituto que atuam na temática do câncer infantojuvenil.

    O processo de avaliação das propostas passa por duas etapas: a primeira delas é a pré-qualificação, onde se avalia toda a parte de documentação exigida no projeto. A segunda etapa consiste na avaliação de mérito, onde as propostas recebem pontuação a partir de critérios pré-estabelecidos. Todas as informações contidas nas propostas são analisadas criteriosamente pela Equipe de Projetos do Instituto Ronald e por membros do Comitê Médico.

    Submissão de Projetos:
    Aguarde novas oportunidades para submissão de projetos

    Projetos Aprovados:
    Carteira de Projetos 2020

    O QUE NÓS FAZEMOS

    Conheça mais sobre os nossos programas

    IRM Histórias

    • overlay

      Mariele Costa da Silva

      X

      A história de Mariele é muito especial, pois ela foi uma das primeiras crianças a usufruir da Casa Ronald McDonald Belém, uma casa de apoio feita com muito carinho para receber pacientes que chegam à capital do Pará para tratamento. Vale lembrar que, segundo dados do Inca (Instituto Nacional d... (Continuar lendo sobre Mariele Costa da Silva)

    • overlay

      Maria Vitória Gomes Ferreira

      X

      Maria Vitória tem apenas 11 anos, mas já passou por muita coisa na vida. Quando tinha apenas cinco aninhos foi diagnosticada com um tumor cerebral. Ela teve que mudar radicalmente sua rotina. Saiu do pequeno município de Rio Crespo, em Rondônia, no norte do país, para uma grande cidade com o... (Continuar lendo sobre Maria Vitória Gomes Ferreira)

    • overlay

      Ítalo Derick Cortez Paes

      X

      Quem vê um rapaz deste tamanho nem imagina que ele tem apenas 14 anos. O olhar e o sorriso são de um jovem que em breve estará livre do câncer! E olha só: já está até comemorando com o V da Vitória. Ítalo foi diagnosticado com leucemia mieloide aguda em 2017. Ele fez o tratamento lá em... (Continuar lendo sobre Ítalo Derick Cortez Paes)

    • overlay

      Wenddy Silva

      X

      Wenddy Silva, natural de Macapá, tem 6 anos e é portadora de Leucemia Linfocítica Aguda. É hóspede da Casa Ronald McDonald em Jahu há seis meses para realização de transplante de medula óssea no Hospital Amaral Carvalho. “Aqui na Casa Ronald McDonald eu adoro brincar na sala de recrea... (Continuar lendo sobre Wenddy Silva)

    • overlay

      GABRIELE LIMA

      X

      Gabriele de Lima tem 16 anos e é portadora de Osteosarcoma. Está em tratamento a 5 anos e hospedada na Casa Ronald McDonald ABC a 5 meses. A jovem adora os passeios que realiza na Casa, as atividades de artesanato e a interação com os voluntários. "Gostaria de agradecer a todos os colaboradore... (Continuar lendo sobre GABRIELE LIMA)

    • overlay

      RICK DEIVID

      X

      Rick Deivid Ferreira tem 12 anos e é portador de Leucemia. Está em tratamento há 10 meses. Torcedor do Vaso da Gama, Rick sonha em ser jogador de futebol.

      “Nesses 10 meses que eu venho para o hospital sempre fico aqui. No Espa... (Continuar lendo sobre RICK DEIVID)

    • overlay

      NATALI GOMES

      X

      Natali Gomes tem 23 anos, é ex-paciente e voluntária na Casa Ronald McDonald Moema na área de visitas. Um dos seus sonhos é ajudar voluntariamente crianças que vivem em orfanatos.

      "Recebi meu diagnóstico de aplasia de medula ... (Continuar lendo sobre NATALI GOMES)

    • overlay

      JULIA MORENO

      X

      Julia Moreno tem 8 anos e está em tratamento, por um período indeterminado, contra uma mielodisplasia e glicogenose hepática 1B. Desde novembro de 2014, Julia é hospede da Casa Ronald McDonald Campinas. Para sua Mãe, Milena Pereira, a experiência na Casa Ronald McDonald se resume a um excelen... (Continuar lendo sobre JULIA MORENO)

    • overlay

      FAMÍLIA AMORIM

      X

      Emocionante história de uma mulher guerreira, que com muita doçura lutou, batalhou e venceu o câncer da sua filha: uma menina de 7 anos, diagnosticada com câncer aos três. Em 2013, Michele e Renata, mãe e filha, foram as estrelas da campanha McDia Feliz. Para qualquer família, enfrentar um d... (Continuar lendo sobre FAMÍLIA AMORIM)

    • overlay

      FAMÍLIA NEVES

      X

      A história da Família Neves começou com a história de uma família comum: pai, mãe e dois filhos que viviam no bairro da Tijuca e levavam uma vida tradicional. Trabalho, escola, lazer no Tijuca Tênis Clube e futebol com a torcida pelo Vasco da Gama. Mas esta história começou a tomar um novo ... (Continuar lendo sobre FAMÍLIA NEVES)

    • overlay

      MARIANA BICALHO

      X

      Mariana Bicalho, hoje com 7 anos de idade, se recuperou totalmente após um ano e meio de tratamento contra um câncer renal. Moradora da cidade de Petrópolis, no Rio de Janeiro. Em 2010, quando tinha apenas dois anos de idade, Mariana desenvolveu um nefroblastoma, q... (Continuar lendo sobre MARIANA BICALHO)

    • overlay

      LAUDINE ROQUE

      X

      Em julho de 2005, quando a Laudine Roque tinha 13 anos, ela foi diagnosticada com Leucemia. O período principal do tratamento durou cerca de 4 meses no Hemorio. À época, Laudine residia no bairro da Tijuca, no Rio de Janeiro, próximo a Casa Ronald McDonald Rio de Janeiro, onde teve oportunidade ... (Continuar lendo sobre LAUDINE ROQUE)

    Conheça as

    Famílias

    FIQUE POR DENTRO DAS NOVIDADES

    Inscreva-se para receber todas as atualizações do Instituto Ronald McDonald