close.png

Newsletter SignUp

Inscreva-se no nosso eNewsletter para ler histórias inspiradoras de nossas famílias e aprenda como seu apoio ajuda as crianças a se curarem.

  •  
  • Erro

    Não foi possível recuperar seus dados devido a um erro.

  • close.png thank_you.png
    OBRIGADO POR INSCREVER-SE

    Estamos muito satisfeitos por você ter decidido se juntar à nossa família. Hoje, você se juntou a um movimento global que permite que as famílias se concentrem no que é mais importante - o filho doente - enquanto cuidamos do resto!

    Seus amigos na Ronald McDonald House Charities
     

    Metas para o Ano Novo: vida nova!

    Esse é o mantra de janeiro, né? O sentimento de renovação que preenche a virada do ano é muito interessante. Interessante porque a data é apenas um marco, afinal, na prática as 24 horas que antecedem o dia 1º de janeiro são como qualquer outras 24 horas do ano, porém carregada de uma expectativa de mudança.


    Esta é aquela época que fazemos uma lista de metas e promessas de ano novo que quase nunca são, de fato, novas. A verdade verdadeira é que elas acabam tendo a cara de todas as metas passadas que nós não demos conta de cumprir.

    Pensando nisso, resolvi fazer diferente para 2019. Ao contrário de todas as vezes que criei um ideal de vida padrões novelescos, este ano eu quis me conhecer e reconhecer nos meus planos de ano novo. Tentei refletir sobre os passos que já dei e quais eu não só quero dar, mas, sobretudo, aqueles que eu de fato consigo dar.

    Muitas pessoas, e eu me incluo nelas, estabelecem metas incompatíveis com o seu dia a dia. Por exemplo: se adoramos hambúrguer, não é no primeiro dia do ano que seremos veganos. A vida é uma sequência de ações e esforços.

    A chave está na simplicidade

    Sabe aquela história de 1 passo de cada vez? É bem isso.

    Estabelecer metas pequenas e fáceis para que você realmente as cumpra ou, pelo menos, as coloque em prática, fará você se sentir mais motivado a elaborar novas metas e mais ousadas.

    Outro ponto importante é nossa inocência em achar que do nada vamos virar super-heróis. Não dá para colocarmos, de um dia para o outro, 10 metas em prática diariamente. Esta fórmula é uma via expressa para o fracasso. Provavelmente, no primeiro mês será lindo, mas no segundo elas correm um enorme risco de nem existir.

    Eu acredito, de acordo com o que tenho lido, que 3 metas para serem colocadas em prática a partir de janeiro é um bom número.

    Três metas parecem pouco, mas é porque no início do ano somos megalomaníacos e queremos transformar tudo para ontem. No entanto, 3 metas simples bem cumpridas são melhores que 10 morrendo pelo meio do caminho.

    Experimente avançar gradualmente em seus objetivos, é só pensar em novos quando eles já estiverem consolidados na sua rotina. Desta forma você se sentirá motivado a melhorar cada vez mais.

    Trate planos pessoais com compromisso

    Metas são coisas sérias, então lide com elas como planos de negócio. Exatamente. Estabeleça prazos e datas para “relatórios” mentais. Um período de adaptação seguido por um momento de reflexão sobre o que deu certo e o que deu errado.

    Algumas metodologias ajudam muito a colocar em prática o que você prometeu no auge na animação do Réveillon. A SMART, por exemplo, te ajuda a ser pragmático. Resumidamente você pensa 4 passos importantes:

    Detalhe sua meta: o que exatamente você pretende? O que você quer conquistar no final? Você conhece os percalços do caminho até lá? Sabe quais são as variáveis que podem atrapalhar a conclusão?

    Seja pé no chão: você vai conseguir fazer isto? Quanto tempo pode demorar? Qual o nível de dedicação necessário?
    Trace prioridades: quais dessas metas realmente mudarão sua vida? A relação entre benefício e investimento vale a pena?

    Determine prazos: defina um período claro e real para a conclusão do projeto. Não precisa ser uma única etapa, você pode dividir e estabelecer avanços, mas que possam ser, principalmente, quantificado.

    Tenha consciência e auto compaixão ao traçar um ano novo que realmente esteja alinhado aos seus sonhos. Procure não se sabotar criando um amontado de futuras frustrações. Começar um ano é como um novo capítulo de um livro, mas não se esqueça, os capítulos são sequências de uma história com começo, meio e fim.

    No mais, veja todas as nossas dicas de bem-estar para crianças e adolescentes com câncer.

    Leia mais no blog

    IRM Histórias

    • overlay

      Mariele Costa da Silva

      X

      A história de Mariele é muito especial, pois ela foi uma das primeiras crianças a usufruir da Casa Ronald McDonald Belém, uma casa de apoio feita com muito carinho para receber pacientes que chegam à capital do Pará para tratamento. Vale lembrar que, segundo dados do Inca (Instituto Nacional d... (Continuar lendo sobre Mariele Costa da Silva)

    • overlay

      JULIA FARIA

      X

      Em 2008, Julia Moreno Faria, hoje com 13 anos (2021), foi diagnosticada com glicogenose hepática 1B. Em 2014, um novo diagnóstico: mielodisplasia. Julia, apesar de ser nascida no Rio de Janeiro, é hospede da Casa Ronald McDonald Campinas, no interior de São Paulo, e ainda continua seu tratamento... (Continuar lendo sobre JULIA FARIA)

    • overlay

      FAMÍLIA NEVES

      X

      A história da Família Neves começou com a história de uma família comum: pai, mãe e dois filhos que viviam no bairro da Tijuca e levavam uma vida tradicional. Trabalho, escola, lazer no Tijuca Tênis Clube e futebol com a torcida pelo Vasco da Gama. Mas esta história começou a tomar um novo ... (Continuar lendo sobre FAMÍLIA NEVES)

    • overlay

      Maria Vitória Gomes Ferreira

      X

      Maria Vitória tem apenas 11 anos, mas já passou por muita coisa na vida. Quando tinha apenas cinco aninhos foi diagnosticada com um tumor cerebral. Ela teve que mudar radicalmente sua rotina. Saiu do pequeno município de Rio Crespo, em Rondônia, no norte do país, para uma grande cidade com o... (Continuar lendo sobre Maria Vitória Gomes Ferreira)

    • overlay

      JUAN YURE

      X

      Da cidade de Fortaleza, no Ceará, Juan Yure Carneiro das Chagas, com apenas 12 anos, já enfrentou obstáculos que poderiam desestruturar qualquer pessoa adulta. Depois de uma inocente brincadeira entre amigos, Juan descobriu uma alteração no osso femoral. A partir dessa constatação, ele foi di... (Continuar lendo sobre JUAN YURE)

    • overlay

      MACISTER JUSTINO

      X

      Aos 17 anos, com um caderno de desenhos e lápis de cor nas mãos, Macister Junior Justino chegou na Casa Ronald McDonald Campinas, umas das sete unidades do Programa Casa Ronald McDonald em operação no Brasil. O jovem foi diagnosticado com Linfoma de Hodgkin – um câncer no sistema linfático -... (Continuar lendo sobre MACISTER JUSTINO)

    • overlay

      HELOISA GEMELLI

      X

      Em maio de 2017, aos 14 anos, Heloisa Gemelli, de Cascavel, no Paraná, foi diagnosticada com Linfoma de Hodgkin. Seu pai, Alessandro, médico, já havia sido capacitado pelo Programa Diagnóstico Precoce do Instituto Ronald McDonald (o Programa, em 10 anos, já capacitou mais de 26 mil profissionai... (Continuar lendo sobre HELOISA GEMELLI)

    • overlay

      OSCAR E ANA BEATRIZ

      X

      Ana Beatriz, 19, andava inquieta pelos corredores do Hospital Oncológico Infantil Octávio Lobo, em Belém - PA. Ela não gostava de ficar muito tempo no quarto. Internada para fazer exames relacionados ao Teratoma de Ovário, em 2017, quando conheceu a Vilma, que estava com o filho internado. Ele,... (Continuar lendo sobre OSCAR E ANA BEATRIZ)

    • overlay

      JUAN CARLOS

      X

      Em 2011, aos 10 anos, Juan Carlos de Araújo Moreira foi diagnosticado com câncer: 10 tumores malignos e uma metástase no pulmão. Hoje, aos 18 anos, ele está curado, é estudante de técnico de informática, está no seu primeiro emprego e tem o sonho de estudar fora do país. Juan mora em Campo... (Continuar lendo sobre JUAN CARLOS)

    • overlay

      Vicente e Antônio

      X

      "Eu falo para todo mundo que meu filho foi muito bem recebido na Casa Ronald McDonald Belém. É um lugar muito organizado, que nos recebeu de braços abertos. Estou muito feliz de estar aqui com ele". O relato emocionado é do Vicente Nascimento, pai do Antônio Márcio Nascimento, de 13 anos, q... (Continuar lendo sobre Vicente e Antônio)

    Conheça as

    Famílias

    FIQUE POR DENTRO DAS NOVIDADES

    Inscreva-se para receber todas as atualizações do Instituto Ronald McDonald